domingo, 10 de outubro de 2010

O poder da comunicação e a preguiça de pensar

O poder da comunicação e a preguiça de pensar são fatores que aumentam descontroladamente em nossa sociedade, além de periodicamente buscarmos consciente ou inconscientemente superficialidades e coisas supérfulas em nossas vidas. Estamos assim, com preguiça de pensar, afinal, o sistema já nos suga de tantas maneiras com obrigações de trabalhar e render nossa parcela de contribuição capitalista, ou então, perder muito tempo fazendo trabalhos escolares que não nos fazem pensar, só replicar, pra alcançar a nota que já é praticamente esperada, além do que, pensar ou discutir sobre outros assuntos é exaustivo, mas futebol, novela e big brother todos gostam!

Essa preguiça de pensar vem desde o começo de nossas vidas, numa sociedade castradora pelos nossos pais, amigos e pessoas de nosso convívio, porque acima de tudo, uma sociedade é construída também em vários paradigmas, que são barreiras mentais que ninguém sabe ao certo como e nem por quê, mas o certo é que você tem que fazer. Se não fizer é doido, ou meio fora do normal, e sendo fora do normal você vira um sujeito que ninguém acredita, afinal, o fulano ali é sempre meio doido.

O "meio doido" é no sentido de quebrar paradigmas e barreiras mentais, mas manter-se dentro da lei, porquê existem outros tipos de preguiçosos e escravos mentais de armadilhas do sistema, que são aqueles que usam drogas achando que com isso estão buscando alguma liberdade do sistema, pelo contrário, estão mais imersos que um cidadão cheio de paradigmas e conceitos conservadores.

O meio termo disso é difícil achar, mas esses sim são os que conseguem se libertar de tudo isso que nos consome e viver olhando do lado de fora, nem que seja por pouco tempo, esse grande circo que vivemos hoje.


Você chega no trabalho, na escola, academia, faculdade, ou numa roda de amigos em qualquer lugar e se espanta com um desses amigos falando eufórico numa notícia que saiu na capa de uma revista falando mal do presidente, e os outros balançando a cabeça como se fosse realmente um absurdo. Então pronto, você percebe que ali, existe um replicador de uma única fonte que nem sabe se a notícia é realmente verdadeira, e o pior, você tem ali os que ouviram e vão passar isso adiante num telefone sem fio praticamente pra outros, criando uma onda de ódio ou conceito errôneo diante de uma notícia falsa. Isso tudo porque o poder da comunicação e a preguiça de pensar e questionar está dentro de nós. Já reparou?

Então a notícia chega em nossas mentes através da TV, jornais, revista, internet, outdoors e boca-a-boca de oturas pessoas, só que não entendemos que a maioria das fontes de comunicação tem ideais, objetivos, e princípios a manter, portanto, a notícia pra deixar de ser parcial, tem que ser buscada em várias fontes, mas já viram o poder de destruição da mídia? Quando é de interesse dela, claro!

Um pobre quando usa droga, qual a frase que os apresentadores e comentaristas de TV ficam replicando:
NOSSA, QUE MARGINAL, TEM QUE PRENDER UM CARA DESSES, QUE ABSURDO!

No caso de um ator da TV(já teve vários casos):
AHH QUE PENA, ELE TEVE UM DESVIO, NOSSA QUE TRISTE, MAS ELE VAI SAIR DESSA!

Se todos somos iguais, porque tanta diferença? Esse é o poder da comunicação, ela nos vende pensamentos e linhas de conduta que nós compramos e hipocritamente usamos todo dia. Mas isso tudo sabe por que? Porque nós não pensamos, nós aceitamos tudo que nos impõe, portanto PENSE! PENSANDO VOCÊ VAI LONGE!

O poder da comunicação e a preguiça de pensar é uma realidade, resta a você se esforçar pra ter a sua independência.

Clique aqui e curta a página do blog Verde Filosofia também no facebook :)
http://facebook.com/MelMascavo

Conheça a mais nova marca de roupas de algodão. Ecológicas, confortáveis, 100%brasileiras! Uma alternativa que pensa no meio ambiente. Inauguração em junho com loja virtual.

7 comentários:

  1. Nário,
    tu é o cara...

    vamo marcar uma cerveja esse fim de semana..
    grande Abraço!!

    ResponderExcluir
  2. tem razão...mas hoje em dia essa preguiça tá tão impregnada na sociedade, que a comunicação, mesmo quando divulga alguma coisa duvidosa, não há como checar as fontes! pq as fontes também tem seus interesses a manter! é um beco sem saída.

    ResponderExcluir
  3. Gostaria de saber pensar,mas ainda não consigo é foda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É MAIS SIMPLES DOQUE MASTIGAR. POR EXEMPLO: É FINAL DE SEMANA E VOCÊ ESTAR APAIXONADO POR UMA BELA GAROTA. ESTÁ COM 30,00 REAIS NA CARTEIRA. ESTÁ NUMA PARADA DE ÔNIBUS E PRÓXIMO ESTÁ UM TAXI E O MOTORISTA ESTÁ TE OLHANDO DE PORTA ABERTA. O ÔNIBUS ESTÁ CHEGANDO E O TAXISTA DIZ PARA VOCÊ: VAMOS, É BARATINHO, ATÉ SEU DESTINO SÓ CUSTA 30,00 REAIS. O QUE VOCÊ ESCOLHE? O ÔNIBUS 2,00 REAIS ATÉ O DESTINO COM DIREITO A TROCO DE 28,00 REAIS OU O TAXISTA? VOCÊ NUNCA ESTÁ ATRAZADO PARA O ENCONTRO. LEVE ESTE MESMO RACIOCÍNIO PARA TUDO QUE FOR PREJUDICIAL E ATRAPALHAR A SUA PAIXÃO POR ESTA BELA GAROTA CHAMADA "VIDA".

      Excluir
  4. Existem pessoas alienadas e presas ao comodismo e a conformidade. Triste, é uma triste realidade. Parabéns pelo blog, belo olhar. Abraços ;**

    ResponderExcluir
  5. Bacana mesmo a sua ideia. Concordo com você em quase tudo, porém o excesso de coloquialismo, alguns erros de português e falta de conceitos sociológicos legítimos deslegitimam a qualidade da sua ideologia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço teu comentário, mas quero deixar claro que os erros de português que você viu são irrelevantes ao contexto de passar a mensagem do objetivo do post, já que não sou especialista em letras e por isso tais erros não deslegitimam a mensagem passada. Com relação a ideologia, ou conceitos sociológicos, não existe certo ou errado, esse é o mal do ser humano, achar que eu tenho que me enquadrar em X, Y ou Z, quando na verdade isso foi apenas uma externalização do pensamento de um cidadão qualquer, no caso eu, e não preciso citar nome de pensadores ou ideologias pra me enquadrar em uma, ou qualificá-la como tal. Aí está a liberdade, a manifestação livre de pensamento de maneira natural. Abraços

      Excluir