sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

O que são resíduos perigosos?

Talvez você já deva ter notado que alguns resíduos são classificados como perigosos e nem saiba o porquê. Na verdade, não é difícil definir, é fácil, basta você observar os seguintes detalhes: Se for inflamável, corrosivo, patogênico, tóxico ou reativo, é resíduo perigoso. Simples assim! E quais os exemplos de resíduos perigosos?

- Restos de tinta (São inflamáveis, podem ser tóxicas);
- Material hospitalar (São patogênicos, tem material genético de outra pessoa e você não sabe se alguma bactéria presente ou algum vírus pode te contaminar);
- Produtos químicos (Podem ser tóxicos, podem ser reativos, isto é, reagir com alguma outra substância e causar incêndio ou serem corrosivos também);
- Produtos radioativos;
- Lampadas Fluorescentes(Elas têm dentro do vidro, o mercúrio, que é considerado metal pesado e bioacumula, contaminando o ambiente que ela for jogada, pois o mercúrio solto na natureza contamina outros organismos causando problemas para o metabolismo de quem absorver);
- Pilhas e baterias(Tem vários metais em sua composição que podem ser corrosivos, reativos e tóxicos dependendo do ambiente);

Todos estes resíduos acima devem ser separados do lixo comum e o do lixo reciclável, pois devem ir para tratamento especial. Portanto temos 3 tipos de separação de lixo.

- Lixo reciclável (PAPEL, PLÁSTICO, MADEIRA, VIDRO, METAL);
- Lixo NÃO-reciclável (Guardanapos sujos, materiais misturados e etc..);
Resíduos perigosos (Pilhas, baterias, lâmpadas fluorescentes, produtos químicos, material hospitalar, radioativo).

Lembrando também que os resíduos orgânicos(restos de comida, borra de café, cascas de frutas) podem ser usados como adubo, em minhocário ou em compostagem pois enriquecem bastante a terra levando de volta nutrientes importantes principalmente para o cultivo das plantas.

Mas voltando ao lance dos resíduos perigosos, eles são definidos por uma norma, a NBR10004, que diz que os resíduos perigosos são considerados Classe I, e os não perigosos (PAPEL, PLÁSTICO, MADEIRA, VIDRO, METAL) Classe II. Há uma outra legislação a respeito, que é a Resolução do CONAMA(Conselho Nacional do Meio Ambiente) de nº275 do ano 2001, que dá aquela famosa coloração aos resíduos:



Notamos aí os resíduos perigosos com as colorações ROXO(radioativos), BRANCO(hospitalares), LARANJA(perigosos em geral). É necessário portanto destinarmos corretamente os resíduos perigosos porque eles causam inúmeros problemas de saúde e ambiental quando dispostos de maneira errada. Se você tem oportunidade de separar pilhas, baterias, lâmpadas fluorescentes, produtos químicos e destiná-los corretamente, faça isso. Existem lojas que recolhem pilhas, baterias, celulares e produtos eletrônicos, contribua com a coleta seletiva!



Curta a página do blog Verde Filosofia também no facebook :)

7 comentários:

  1. Bem resumido, mas claro e objetivo, me ajudou bastante para um treinamento que irei oferecer aos colaboradores da limpeza da construção de um shopping.

    Nathália Barbosa

    ResponderExcluir
  2. Otimo conceito...bem explicito!!me judou bastante.






    RAYSSAH SILVA;

    ResponderExcluir
  3. Bem explicado, numa linguagem simples e clara, como tem que ser, para todo mundo entender.

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Realmente, muito bem explicado, vai me ajudar a passar pro pessoal aqui do navio .

    ResponderExcluir
  5. Muito explicado, parabéns a pessoa que fez/formatou esse texto. Muito obrigado mesmo pela explicação.

    ResponderExcluir
  6. A Coleta de Resíduos Perigosos é muito importante para o meio ambiente. Parabéns pelo texto, todos devem saber a diferença para o descarte correto.

    ResponderExcluir