sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

O que são resíduos perigosos?

Talvez você já deva ter notado que alguns resíduos são classificados como perigosos e nem saiba o porquê. Na verdade, não é difícil definir, é fácil, basta você observar os seguintes detalhes: Se for inflamável, corrosivo, patogênico, tóxico ou reativo, é resíduo perigoso. Simples assim! E quais os exemplos de resíduos perigosos?

- Restos de tinta (São inflamáveis, podem ser tóxicas);
- Material hospitalar (São patogênicos, tem material genético de outra pessoa e você não sabe se alguma bactéria presente ou algum vírus pode te contaminar);
- Produtos químicos (Podem ser tóxicos, podem ser reativos, isto é, reagir com alguma outra substância e causar incêndio ou serem corrosivos também);
- Produtos radioativos;
- Lampadas Fluorescentes(Elas têm dentro do vidro, o mercúrio, que é considerado metal pesado e bioacumula, contaminando o ambiente que ela for jogada, pois o mercúrio solto na natureza contamina outros organismos causando problemas para o metabolismo de quem absorver);
- Pilhas e baterias(Tem vários metais em sua composição que podem ser corrosivos, reativos e tóxicos dependendo do ambiente);

Todos estes resíduos acima devem ser separado do lixo comum e o do lixo reciclável, pois devem ir para tratamento especial. Portanto temos 3 tipos de separação de lixo.

- Lixo reciclável (PAPEL, PLÁSTICO, MADEIRA, VIDRO, METAL);
- Lixo NÃO-reciclável (Guardanapos sujos, materiais misturados e etc..);
- Resíduos perigosos (Pilhas, baterias, lâmpadas fluorescentes, produtos químicos, material hospitalar).

Mas voltando ao lance dos resíduos perigosos, eles são definidos por uma norma, a NBR10004, que diz que os resíduos perigosos são considerados Classe I, e os nao perigosos (PAPEL, PLÁSTICO, MADEIRA, VIDRO, METAL) Classe II, a caracterização dos perigosos está no começo desse post, lembra? São os que tem características inflamáveis, corrosivas, patogênicas, tóxicas ou reativas. Portanto, resíduos classe I são perigosos e classe II, são Não-perigosos.

Há uma outra legislação a respeito, que é a Resolução do CONAMA(Conselho Nacional do Meio Ambiente) de nº275 do ano 2001, que dá aquela famosa coloração aos resíduos:


Notamos aí os resíduos perigosos com as colorações ROXO(radioativos), BRANCO(hospitalares), LARANJA(perigosos em geral). É necessário portanto destinarmos corretamente os resíduos perigosos porque eles causam inúmeros problemas de saúde e ambiental quando dispostos de maneira errada. Se você tem oportunidade de separar pilhas, baterias, lâmpadas fluorescentes, produtos químicos e destiná-los corretamente, faça isso e ajude o meio ambiente.
Existem lojas que recolhem pilhas, baterias, celulares, produtos eletrônicos, o lixo eletrônico que é bastante gerado, faça sua parte, contribua com a coleta seletiva e tenha ciência dos resíduos perigosos, para não contaminar as águas, o sólo, as pessoas, para assim, deixar o ambiente mais saudável!



Curta a página do blog Verde Filosofia também no facebook :)

6 comentários:

  1. Bem resumido, mas claro e objetivo, me ajudou bastante para um treinamento que irei oferecer aos colaboradores da limpeza da construção de um shopping.

    Nathália Barbosa

    ResponderExcluir
  2. Otimo conceito...bem explicito!!me judou bastante.






    RAYSSAH SILVA;

    ResponderExcluir
  3. Bem explicado, numa linguagem simples e clara, como tem que ser, para todo mundo entender.

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Realmente, muito bem explicado, vai me ajudar a passar pro pessoal aqui do navio .

    ResponderExcluir
  5. Muito explicado, parabéns a pessoa que fez/formatou esse texto. Muito obrigado mesmo pela explicação.

    ResponderExcluir