terça-feira, 11 de janeiro de 2011

As enchentes nossas de cada dia

É cada vez mais comum vermos na TV as notícias em diversas cidades brasileiras e mundiais, mostrando as enchentes e sua destruição.

Paremos e pensemos...

Até onde isso vai chegar?
Será que ainda não percebemos?

Nós, o poder público, a iniciativa privada, todos nós ainda não enxergamos que:

- O povo tem que fazer sua parte e respeitar o meio ambiente;
- O poder público tem que deixar de fazer políticas eleitoreiras ou que favorecem um lado produtivo esquecendo o ambiental, ou então o mais comum hoje em dia, a política do asfalto. Asfalta tudo e pronto, falsa fantasia pra classe média e seus superiores delirarem com seus carros comprados com tanto suor e ainda sendo quitado com 36 prestações de facadas no peito mensais;
- A iniciativa privada fazer alguma coisa incentivando, aproveitando o marketing ambiental e tendo seu lucro em prol do meio ambiente, a empresa que fizer isso vai sair na frente e ganhar a simpatia de todos, mas elas ainda estão engatinhando. As coisas ainda funcionam e não sei se mudarão, mas tudo gira em torno do lucro, fato!

Isso acima é em termos de atitude, agora em estrutura, falta muuuuita coisa...

O que eu posso dizer é que isso não vai parar e vai aumentar. Além das mudanças climáticas exponenciadas pela poluição e desequilíbrio ambiental causado pelo homem, trazendo aumento de chuvas aqui e acolá, duas coisas são fundamentais:

- Mais área verdes para água infiltrar, sofremos um problema terrível que é a impermeabilização do sólo, qualquer chuvinha de 15 minutos as águas chegam na canela, algo está errado. Qualquer área em calçadas possível, implantar um jardimzinho, um pedaço com grama pra água infiltrar 30%da calçada já seria significativo;

- Ao invés de asfalto, blocos sextavados e/ou paralelepipedos pra água infiltrar(Ahh mas é ruim pra andar de carro! Ah é???? Vou responder pra você: FO**-SE!
Meio Ambiente ou conforto do seu carrinho? Qual é mais importante? Então pronto!;

Outras coisas também são essenciais:

- Os imbecís que jogam toco de cigarro no chão, lixo de qualquer tipo e qualquer porcaria que entopem as galerias pluviais, pararem de fazer esta idiotice, e jogar o lixo no lixo!

- Limpar as galerias, procurar estrutras de escoamento mais eficientes, mais planejamento do poder público, é hora de correr atrás da bola!

Enquanto isso, vamos torcendo pra chover pouco, porque se chover muito pára tudo e eventualmente você pode ir pro telhado, triste mas cada vez mais uma realidade.

sábado, 1 de janeiro de 2011

2000 e ouse!

Chegou mais um ano pra renovar nossas expectativas de tudo que há por vir, e com ele as novas necessidades. Nenhuma é tão prioritária quanto o verbo agir.

Agir é o começo de tudo, é o primeiro passo pra qualquer realização, e em 365 dias rotineiros e padronizados tais quais os anos anteriores, se não tomarmos cuidados, cairemos nos mesmos erros, na preguiça já conhecida e ficaremos mais um ano com poucos objetivos alcançados, sentados esperando as coisas acontecer e sabemos que não é assim.

Portanto que 2011 chegue e agente ouse! Faça acontecer, tire as coisas do papel e as torne realidade, para isso, o verbo é agir! E pra você agir você precisa de saúde.

Deixo um voto para 2011 para todos, um mantra nesse novo ano, ao invés de feliz, que tenho certeza que vai ser, desejo um SAUDÁVEL 2011! Ouse!