sexta-feira, 18 de março de 2011

Consumação, grande enganação!

Virou moda nas baladas e casas noturnas o artifício da consumação, que nada mais é do que vender antecipadamente pra você os produtos, muitas vezes com valores que não batem com os preços dos produtos, por exemplo, consumação de R$10, mas a cerveja ou refrigerante tem preço tabelado de R$4, então você consome 2 desses produtos e tem gastos R$8, daí você pensa: Não posso deixar R$2 assim de graça, vou pegar mais um refrigerante ou cerveja pra recuperar... Mas aí você gasta R$12, ou seja, você foi seduzido a consumir mais pelo fato da consumação te deixar refém do consumo.

Estou postando isso porquê quem quer fazer algo por meio ambiente e contra o pensamento somente no dinheiro, deve ter aversão a esse lance da "consumação"(consumir e consumir e gerar resíduos), e ficar refém de gastar pra não perder dinheiro(pensar no gasto do dinheiro, de quanto ainda tem que gastar pra consumir).

Inventaram isso de maneira brilhante, mas e o povo que frequenta? Geralmente não tão nem aí, nunca boicotaram esse tipo de coisa, e as vezes realmente não tem escapatória, e essa pratica tem sido cada vez mais usada. É garantido a venda dos produtos, além do que, diga-se de passagem, produtos com ganhos totalmente surreais aos valores de produção, com ganhos de 100%, 200% para o comerciante final, um absurdo. Enquanto quem produz o produto, ou então quem explora a matéria prima proveniente daquele produto tem uma fatia e porcentagem pequena de ganho, a capitalização final da venda disso traz um montante desproporcional apenas para uma pessoa, dentre as várias que estiveram no processo de fabricação, distribuição e venda desse produto. Acha isso justo?

Tudo isso por trás da cortina da consumação, uma baita enganação!

Aí, partindo pro bolso do cidadão, pasmem, tem gente que acha vantagem a consumação, com certeza essa pessoa precisa de muita informação e ajuda porque ela foi fisgada pelo sistema consumista com a filosofia de comprar e consumir constantemente. Temos que parar com isso já! Conversando sobre o assunto com amigos, disseminando, porque além de tudo, pensem pelo lado ambiental, o consumismo deve ser evitado e não incentivado.

Há festas e baladas que as pessoas dizem: AHHHH VALE A PENA... PAGA R$60 MAS CONSOME R$40!

Meuuuu, porque as pessoas adotaram esse modo tão imbecil de pensar??

Com R$40 você compra bebida pra uma semana no supermercado, como pode gastar isso em um dia, mas especificamente em algumas poucas horas?

Pra quem não bebe então, a consumação é um martírio, porquê geralmente água e refrigerante são mais baratos que bebidas alcóolicas e você tem que beber uns 3 litros pra consumir o que foi forçado, mas sabe o que é pior?

O consumo forçado de quem também bebe pouco mas acaba bebendo mais, porque afinal de contas tem que consumir o dinheiro, NÃO PODE PERDER DINHEIRO NÉ?!
Então a pessoa bebe além da conta pra consumir os R$30 R$40 R$50 reais de consumação, se tornando mais conusmista do que é, bebendo mais do que pode, e quiçá virando um alcoolatra, e perdendo a noção do dinheiro, perceberam o perigo por trás dessa prática?

Com essas coisas, as pessoas gastam muito dinheiro com essa superficialidade perante à coisas mais importantes em sua vida, dependendo do que cada um ganha, mas tem pessoas que gastam R$100 em uma noite por bebida, as vezes até mais, quando querem se mostrar e se aparecer pros amigos dizendo que comprou uma garrafa de uma bebida cara, e o babaca gasta R$150 R$200 pra ficar sorrindo de alegre e esperar que alguma outra alucinada que nem ele, agarre ele na noite. Armadilhas e labirintos do consumo e das badalações.

Outro ponto que nos afeta é os 10% em bares e restaurantes. Pra começar acho que os garçons e pessoas que prestam serviços tinham que ganhar decentemente e não ficarem refém de 10% que muitas vezes nem são passados pra eles de maneira correta. Agora, nós consumidores que já pagamos diversos impostos, várias e várias porcentagens de impostos embutidos em tudo quanto é coisa, até mesmo no produto que está no cardápio do bar e restaurante, quiserem ainda em cima disso botar mais 10%, na boa, NÃO DÁ!

Ainda bem que isso é opcional, porque muitas vezes esses 10% são insanos dependendo do lugar, quando já é caro. Agora quando o local é barato e o atendimento é de primeira, eu até costumo deixar os 10% por saber o trabalho complicado dos garçons e por me comover um pouco, porém isso tem que mudar, não somos nós que temos que ficar constrangidos por não pagar. Ou então por exemplo, uma vez em um lugar que você é mal atendido, e os 10% dá algo em torno de uns R$8, o dono do estabelecimento fica enrolando, perguntando o motivo e blá blá blá, fica chorando dizendo que os garçons não iriam ganhar, que eles não ganham nada e tal. Por que eles não tiram um pouco o lucro deles e passam pros garçons? E não nós, resolver o problema de salários de seu pessoal.

Mas dentro de todo esse circo da consumação e dos 10%, existe um grande enganado, nós, os consumidores

terça-feira, 15 de março de 2011

O medo de encarar a realidade

Por quê vivemos fugindo da realidade? sem coragem de encarar os fatos reais e concretos, sem coragem de pegar as variáveis que aí estão aparecendo na nossa cara e tomando um pontapé inicial? Digo isso de maneira coletiva e individual.

Individual quando temos medo de encarar os sentimentos ruins com o qual não queremos sentir que passa em nossa vida em eventuais ocasiões e fugimos para a bebida, pro alcóol, pras drogas. Isso é o medo de encarar a realidade? Sim.. E também pelo fato da falsa realidade ser uma coisa que vicia por mostrar alegria ou um escape momentâneo? Sim..

E o que precisamos fazer? Encarar de cara limpa! Assim ficamos mais fortes, assim evoluímos, assim passamos o obstáculo e não ficamos do lado dele, covarde esperando o tempo passar ou agir por cima de nossas ações que seriam necessárias. Não a morbidade em atitudes, que mostra sinais de nossas fraquezas.

E o meio ambiente?
Muito menos, agimos muito menos...
Veja quantos sinais o Planeta dá diarimente para nós, e o que fazemos? Nada!
TEMOS MEDO DE ENCARAR A REALIDADE, sabe que realidade é essa?

- De que não temos muito acesso a água potável sem elementos químicos, seja pra manter a potabilidade da água, seja porque foi contaminada mesmo;
- De que acidentes ambientais que ocorreram e sempre ocorrem na história da humanidade foram esquecidos ou não foram devidamente tratados e gerenciados, já estão aí bioacumulados e dissipados no ambiente, no qual agente se alimenta ou convive;
- De que o ar está sempre poluído e não fazemos nada pra mudar isso, diminuindo o uso de automóveis e veículos de combustíveis fósseis;
- De que, qualquer problema catastrófico como os que tem ocorrido ultimamente podem parar o abastecimento de alimentos e água em determinadas cidades matando de fome e por doenças milhões de pessoas em questão de 1 semana;
- De que as enchentes continuam a assolar as cidades, mas você estúpido continua a jogar bituca de cigarro no chão e lixo pra fora do carro, entupindo as vias pluviais;
- Dentre vários outros, a pesca predatória, o tráfico de animais silvestres, as pessoas idiotas e retardadas que compram peles de animais fazendo os bichos sofrerem,o consumismo exagerado que bota uma pressão imensa na exploração dos recursos, que por sua vez bota uma pressão imensa no trabalho, que pra manter o lucro do capitalista final, deixa trabalhadores em situações de escravidão ou sem direitos trabalhistas...

Enquanto isso ocorre, nosso medo de encarar a realidade faz-nos adotar discursos clichês do tipo: É, nós não temos muita saída! e blá blá blá....

Veja bem, nós não temos mesmo, mas não é por isso que não vamos tentar mudar, é fácil arrumar uma válvula de escape pros problemas, porque só quem é guerreiro enfrenta seus problemas sem escapar pra nada que lhe construa uma falsa realidade.
Pois bem, a hora do planeta precisa de uma ação integrada, todos em prol do meio ambiente, pode ser utopia mas é necessidade, quem sabe assim conscientizamos, forçamos nossos governantes a tomarem atitudes decentes também.

Agora.. escapar, arrumar desculpa, e falar que não dá... é coisa de quem tem medo de encarar a realidade!


Curta a página do blog Verde Filosofia também no facebook :)

http://facebook.com/MelMascavo

Conheça a mais nova marca de roupas de algodão. Ecológicas, confortáveis, 100%brasileiras! Uma alternativa que pensa no meio ambiente. Inauguração em junho com loja virtual.