terça-feira, 8 de maio de 2012

As pessoas estão se endividando e ficando submissas

Cada dia que passa vemos em nossa sociedade, as ilusões do consumismo exacerbado, a falsa ilusão da alegria, de fugir da realidade de não poder comprar, com as facilidades do crédito e parcelamento, podemos tudo, e essa ilusão nos leva ao abismo.

O consumismo é como se fosse uma droga, porque mostra uma fantasia, dá uma sensação de realidade de ter e possuir e poder, mas na verdade não é realidade, pois os produtos hoje são feitos cada vez mais sem qualidade, pra rodar o dinheiro na economia, pra ficarmos dependentes e escravos do consumo, tudo estraga rápido demais, pra você ir e comprar outro. Em outros casos, o produto pode ainda estar bom, mas fica fora de moda, trocam a cor, o design do produto e você cai nessa armadilha. É só ver como as pessoas trocam de carro insanamente. Por quê isso? Carro é pra andar ou pra ter status? A maioria das pessoas entendem como status, afinal de contas além de ser stressados com o carro, passam horas lavando o carro na calçada e etc.. Gastando água sem pensar nos outros. Estamos alienados!

O pior de tudo, geralmente esse carro nem foi pago, assim como outras coisas, roupas, produtos e etc... Não podemos comprar mas compramos, compramos de tudo. Com isso estamos cada vez mais endividados e submissos no sistema.

E isto está incluído na mente de todos nós já, dos vendedores então mais ainda. Repare que se você entra numa loja vê um produto bacana mas diz que não tem dinheiro suficiente e volta dali uns 20 dias pra buscar pois vai esperar receber, ou então vai juntar dinheiro por uns 3 meses pra poder comprar tal produto. Daí vem o vendedor e diz: "Mas pode parcelar, a gente facilita" ou então: "Pode pagar em 5x sem juros" ou então: "Parcela que você não vai nem sentir"..... Pois é, complicado!

Geralmente essas frases vem com um sorriso, do tipo: "EXISTE UMA SOLUÇÃO PARA OS SEUS PROBLEMAS(de não ter dinheiro)" e a maioria das pessoas o que fazem? Abrem um sorriso no rosto, comprando aquelas frases e ilusões, sem pensar nem raciocinar. O desejo de ter o produto entra em nossas mentes e impulsivamente vamos nos afundando, uma dividazinha aqui, outra lá, outra acolá e quando se vê, tá devendo muito pra lojas, bancos e etc...

Diante disso, o que acontece? SUBMISSÃO!

Submissão e escravidão, pois agora você tem dívidas, tem que pagar as dívidas das ilusões que adquiriu e já foram embora, e você está dentro de uma roda insana e escravizadora na qual você mesmo se colocou. E isso tem outros desdobramentos que reflete numa sociedade competitiva e louca por dinheiro, louca por consumo, exalando injustiças, muita gente querendo ganhar dinheiro sem ralar, ganhar dinheiro especulando, ganhar dinheiro trapaceando, pra manter ou pra sobreviver ou se aliviar nesse sistema. E o pior, com a necessidade de trabalhar a qualquer custo pra ganhar dinheiro, as pessoas ficam submissas a qualquer emprego, onde muitas vezes são desrespeitadas, atrasa pagamento, falta isso e aquilo e elas não falam nada com medo de perder o emprego, é um ABSURDO.

As pessoas estão se afundando em dívidas e ficando submissas, os empregos pagam pouco, o custo de vida está cada vez mais alto, estamos condenados ao trabalho eterno e a ser controlados pelas nossas fraquezas, a vontade de consumir, o materialismo, a necessidade de ter algo, e não ser. Esquecemos de ser, hoje é necessário ter apenas.. "Ser" não faz sentido, mesmo porquê o "parecer", "aparentar", "fingir" e "ter", é mais importante do que "ser". Lamentável.

Pessoas trapaceiam as outras, fazem de tudo por um empreguinho, e o empregador sabendo disso, BARGANHA! E nós não conseguimos nem bater o pé e exigir direitos, porque tem sempre alguém precisando mais que vai dizer SIM, EU TRABALHO MESMO COM ESSAS CONDIÇÕES. Diante disso vamos nos nivelando por baixo, vamos nos escravizando tão passivamente que hoje em dia se algum trabalhador e classe trabalhadora faz greve, algumas pessoas dizem: "Nossa que absurdo fazer greve, que absurdo protestar".. e assim caminha a humanidade, injustiças de sobra acontecendo, e as pessoas consentindo...

Consumindo, sendo submissos, se endividando e o pior, matando uns aos outros.

3 comentários:

  1. Brasil mostra a tua cara.....

    ResponderExcluir
  2. Morre o cidadão, fica o consumidor. As pessoas são avaliadas pelo que possuem e não pelo que são, glorificando o "ter", esquecendo o "ser". Em um planeta com recursos tão limitados, uma sociedade de consumo sem limites é um absurdo, pois coloca a humanidade em um rumo sem volta, o seu inevitável fim. O planeta irá sobreviver, alguns milhões de anos após nossa "partida", ele estará recuperado, nós é que sumiremos para sempre, caso nada seja feito. Excelente blog.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo texto. Palavras sábias de alguém que pensa de um modo correto. Que ver na prática nossa triste realidade. Nem tudo está acabado, porque ainda e xiste os pensantes. Valeu.

    ResponderExcluir