domingo, 3 de março de 2013

Qual o sistema ideal?

O que é o sistema? Pode ser várias coisas, pode ter nome, desde os mais cruéis, tiranos, capitalistas, pseudo-democráticos, até os mais brandos por um lado, mas também tem sua parcela de controle, exploração e domínio, então qual seria o sistema ideal? 

Um que talvez não experimentamos, na verdade experimentamos as vezes e aos poucos, e não reparamos que ele é o melhor. 

É o sistema da natureza, quando estamos alinhados com a natureza estamos conectado com a fonte criadora, percebemos que somos uma gota no oceano, mas de um oceano lindo, complexo, multicor e dinâmico, onde se encontram todas as criaturas e em sinergia todas elas aproveitam as dádivas e presentes da fonte criadora de maneira amistosa, sem pressa e no seu tempo, então evoluímos, prosperamos. 


Por isso, o sistema, que nos corrompe, que foi arquitetado para nos deixar presos trabalhando sem fim e sem objetivo para algo, é um inimigo, destruindo a natureza sempre consequentemente porque não se preocupa com o todo, com a integração, apenas com números e com a superioridade humana de dominação.

Dentro dele ainda há as ilusões, elas não deixam você respirar pra nada, e quando precisar respirar, morrerá numa fila de hospital. Portanto, sair do sistema é se ligar a natureza o quanto puder, a fonte criadora, pois tendo essa consciência iremos fazer pressão em nós e em quem está a nossa volta e mudar as coisas naturalmente, gradativamente independente do nome que se dá ao "novo sistema" necessário, ele de certa forma talvez nem seja possível ou exista, seja até uma utopia, mas a tentativa de busca se chama EVOLUÇÃO. Talvez seja isso que ainda falta para nós humanos, evoluir, pra saber viver em harmonia no ritmo da natureza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário