domingo, 9 de novembro de 2014

Não fale muito dos seus sonhos, pode não ser bom.

Quando a gente abre muito a boca pra falar pros outros nossas particularidades ou nossos planos ou o que vamos fazer, estamos suscetíveis a ouvir coisas boas e ruins que podem influenciar em nossas atitudes ou em relacionamentos, podendo te ajudar se for bons ou causando distúrbio seja lá por olho gordo, inveja, ou até um excesso de disseminação dos seus planos com pessoas que talvez nem deveria sabê-los.. e então vem a discórdia muitas vezes, brigas e discussões porque tem opiniões contrárias que são tão impiedosas que entram pra derrubar qualquer coisa prévia.

Portanto, se quiser fazer algo de especial na sua vida, faça, mas não comente nada pra ninguém, porque o inimigo oculto sabendo como será o ataque, tem de todo conhecimento pra te desarmar energeticamente, através do pensamento, ou do descrédito... e hai de você realmente não conseguir.. já era, está derrotado.

Então, se quer fazer algo, não fique falando pro mundo todo, porque os que nada fazem, no fundo estarão torcendo pra dar tudo errado desde uma viagem planejada a uma amizade ou relacionamento que te faz bem.. O mundo é assim.. e não necessariamente é porque alguem quis que não fosse, muitas vezes é por nós mesmos, pela ânsia de dar certo, pela má administração dos passos até a conquista, e aí acaba até sendo uma pressão indireta já que você divulgou pra todos tal coisa, e a pressão acaba caindo sobre você e você por isso acaba até não conseguindo o objetivo.

Difícil é interpretar tudo isso e ter sapiência pra agir, porque tem coisas que não volta, todo momento não volta, é apenas um momento como o próprio nome diz. Por isso devemos avaliar o que devemos falar ou o que devemos deixar amadurecer e depois divulgar a quem interessar.


http://facebook.com/MelMascavo

Conheça a mais nova marca de roupas de algodão. Ecológicas, confortáveis, 100%brasileiras! Uma alternativa que pensa no meio ambiente. Inauguração em junho com loja virtual.

sábado, 8 de novembro de 2014

O limite do futebol e novela, o limite entre a alienação e o entretenimento de um povo sofrido

O futebol e a novela, podem ser duas coisas, ou entretenimento, ou alienação, que saibamos nos divertir sem alterar o porque que essas coisas existem, não sejamos amargos com o todo e nem iludidos com o contexto que muitas vezes é o que a mídia deseja.

O mundo material e seus desafios são muito difíceis, alegria é preciso pra vida não ser tão dura, entretanto, conivência não é bem vinda vendo diversos problemas, é um dilema, mas as vezes uma pausa pra alegria vale a pena, pois temos que endurecer sem perder a ternura.

Entendamos que um povo sofrido, embora seja usado como interesse de circo, entendamos que existe a palavra alegria, é esporte, é confraternização, e quanto aos problemas que foram causados, temos que correr atrás da bola, mas nem por isso vamos condenar o próximo ou nos castigar e deixar de ter momentos de felicidade com uma partida de futebol ou capítulos de novela, desde que, não ultrapasse o termômetro do entretenimento!

Vamos lá brasileiros, não deixemos de lutar! Infelizmente não podemos ganhar todas as batalhas e essa guerra de controle dos que detém o poder sempre existirá, é um poder quase que perpétuo, muito consolidado! E infelizmente estamos suscetíveis a mandos e desmandos dos caras de cima(não me refiro somente a políticos, pois não são só eles que mandam). Mas sorrir um pouco e se divertir muitas vezes é o que nos resta, mesmo com uma partida de futebol ou um capítulo de novela, por um momento, apenas. Mas sempre atentos ao todo, porque o todo nos afeta.

Manter a perseverança, disciplina e assiduidade

"Sem dúvida é uma burrice você se aliviar e depois querer voltar ao nível de perseverança que estava acostumado. Pra manter o nível de perseverança aprendi que, não se pode perder o nível de perseverança. Jamais. Depois se quiser voltar é tão difícil quanto começar do zero." (N.V.O.)

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

PoesIA das mazelas de uma sociedade doentIA

PoesIA das mazelas de uma sociedade doentIA
(Nário Villar Ornellas)

O dia que a MERITOCRACIA não for UTOPIA, a ALEGRIA vai chegar mesmo que TARDIA. 
Enquanto isso em falsa DEMOCRACIA, cavalgamos num cavalo chamado BUROCRACIA, cheios de TEORIA que não reflete o DIA A DIA. 
Esta é a SINFONIA de uma sociedade orquestrada por uma classe DOENTIA, dominante, manipuladora, que te vende FANTASIA, sob o pilar da COVARDIA, conspiram e administram tudo para ficar como está, pois ao topo da pirâmide é importante toda esta ANOMALIA.

A "necessidade" de ser "aceito"

A necessidade de ser aceito na sociedade, a necessidade de se sentir vivo pela imposição de consumo do padrão de status da sociedade, está levando as pessoas à doenças, e mais que isso, manter falsidades e mentiras, comprar coisas que não lhes são úteis, perder tempo em coisas que não somam em nada pra sua vida, fazendo amizades por interesse, ficando triste por coisas que não lhes pertence, elevando os níveis de ansiedade e stress de modo a desperceber os valores da vida, já que esses sofrem interferência desse todo alienante que deturpa a essência do ser.

 E assim as pessoas não "são", elas "estão", assim e assado, todos nós temos erros nisso, saber identificar e agir, é respirar a vida de verdade. Eis um grande e básico desafio.