terça-feira, 22 de dezembro de 2015

As pessoas confundem a liberdade com a falta de respeito no período de festas

Nessa época do ano principalmente, vemos os abusos e falta de respeito para com o próximo, tudo pode, ocupar calçadas, fechar ruas, festas e barulho até tarde, porque afinal de contas é tudo festa, vale tudo, quem fala contra, está com inveja, é "velho", é chato, politicamente correto, então o importante é estar na manada desrespeitosa e que confunde a liberdade com a falta de respeito.

 As pessoas parece que não percebem que a liberdade delas acaba quando invadem o direito do próximo, quando desrespeitam as leis, a questão legal, cagam e andam pra questão moral que é mais complicada definir muitas vezes, mas o principal, o bom senso e respeito ao próximo. Não existe diálogo, existe imposição e a cultura da guerra e perturbação, vamos ver alguns exemplos:

- Barulho alto até a madrugada como se ninguem trabalhasse o dia seguinte;
- Estacionar carro na porta da garagem dos outros(que se dane se você precisar sair de carro, o que importa é o meu estar estacionado, e se vier falar comigo eu te desafio a chamar o guincho e se eu for multado ameaço sua família);
- Jogar lixo na rua a todo momento;
- Mijar no portão da sua casa;
- Moto com escapamento alterado que faz barulho fora do comum prejudicando bebês, crianças, animais e etc...;
- Se encher de alcool, ficar bêbado e causar confusão com todo mundo, incluindo acidentes trágicos de trânsito;
- Soltar fogos de artifício na janela do vizinho e assustar a família inteira podendo até causar acidentes;

Ahhhh e se você reclama de algo disso nesse período de "festas" você é um chato, politicamente correto, invejoso que não sabe curtir a vida e todo aquele blá blá blá que as pessoas perturbadas acham que tem o direito de ser ERRADO e faltar com respeito ao próximo e se iludem achando que isso é liberdade, eles devem pensar que é uma baita vantagem ser um verdadeiro idiota, infelizmente essa alienação existe. Não só nos períodos de festas mas o ano todo existem esses problemas.

Que consigamos buscar nosso direito de viver em paz, seja na justiça, nas leis, ou na conscientização porque essa sociedade está doentia, óbvio que tem dias diferenciados, mas sabemos que é por um certo período como reveillon que em todos os lugares costumam ser agitados, entretanto quando perdura, algo está errado, pois tudo tem limite. Não podemos perder a esperança que um dia teremos um futuro de respeito ao próximo. Desejo um feliz e saudável 2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário